quinta-feira, 13 de maio de 2010

Argamassa de assentamento para alvenaria

As argamassas de assentamento são usadas para unir os blocos ou tijolos das alvenarias.
É composta por diversos materiais, sendo os mais comuns, o cimento, a cal, a areia e a água. A quantidade de cada um destes componentes é chamada de traço, e varia de acordo com a finalidade de sua aplicação.
Para a obtenção de uma argamassa de boa qualidade, deve-se levar em conta a qualidade do cimento, pois é ele o responsável pela "cola"; a areia, que deve apresentar grãos duros e ser limpa, livre de torrões de barro, galhos, folhas e raízes antes; a água, que também deve ser limpa, livre de barro, óleo, galhos, folhas e raízes e a cal, que tem a propriedade de conferir maior plasticidade à argamassa, o que é uma grande vantagem em certas aplicações.
Atualmente está sendo cada vez mais comum o uso de argamassas industrializadas, ou seja, a mistura dos componetes secos é realizada previamente e na obra acrescenta-se apenas água à mistura.

O consumo de argamassa para assentar alvenaria pode variar bastante em função da quantidade de juntas, do tipo de ferramenta utilizado, do tipo de argamassa e do tipo de bloco ou tijolo.

Algumas dicas para diminuir as perdas durante o assentamento:
Utilize blocos com medidas regulares.
Produza somente a quantidade de argamassa suficiente para um determinado período de trabalho.
Use equipamentos de transporte adequados e ferramentas para assentamento que minimizem o consumo como bisnaga, meia-cana ou tabuinha em lugar da colher de pedreiro.
Treine e oriente o operário com técnicas para racionalizar o processo.

Traços para argamassa de assentamento:
Para paredes de blocos de concreto:
1 lata de cimento
1/2 lata de cal
6 latas de areia
rendimento por saco de cimento de 50kg: 30 m².

Para paredes de tijolos de barro:
1 lata de cimento
2 latas de cal
8 latas de areia
rendimento por saco de cimento de 50kg para tijolo maciço: 10 m².
rendimento por saco de cimento de 50kg para tijolo furado: 16 m².

Para cada m³ de argamassa, são consumidos cerca de 350 a 370 litros de água limpa.

Fonte: TCPO e Revista Equipe de Obra edição 2, agosto/2006.

Nenhum comentário:

Postar um comentário